Posted by : Lucas Reynaud terça-feira, 25 de abril de 2017

Hachishakusama e Kuchisake Onna... Até elas podem ser fofas!

Saudações, crianças amedrontadas! Venham, venham todos... É hora de ouvir as histórias mais bizarras e terríveis do imaginário japonês... Mas será que vocês conseguirão dormir depois?

Os contos de terror da terra do sol nascente estão com toda certeza dentre os mais assustadores de todos, pois se utilizam de elementos tão bizarros que nos incitam ao máximo o temor pelo desconhecido. Eis que ao assistir Yami Shibai – Japanese Ghost Stories essa tensão e esse medo chegaram a me dar arrepios. Ao pesquisar um pouco mais sobre algumas das histórias em que o anime foi baseado, me senti novamente fascinado pelo terror expresso em tais lendas.

E que tal tentar passar essa sensação de arrepios ou ao menos inquietude durante as mesas de RPG? Criaturas baseadas nas lendas japonesas seriam extremamente úteis para isso! Logo, pensando nisso, resolvi adaptar duas lendas para minhas mesas e o resultado pode ser visto a seguir!


Hachishakusama – A Mulher de Oito Pés de Altura

Uma criança sozinha avista do outro lado de seu quintal uma enorme mulher de pele tão pálida quanto suas vestes brancas, maior do que qualquer coisa que a criança já tenha visto, talvez uns oito pés de atura... A ameaçadora figura projeta um sorriso em sua face coberta pelos longos cabelos negros enquanto sussurra uma bizarra risada... Po... Po... Po...

Hachishakusama é uma espécie de espectro raptor de crianças. Possui formas femininas e uma altura de aproximadamente dois metros e meio, além de longos braços, vestido e chapéu brancos. Não se conhece sua origem, mas sabe-se que possui uma tensão sobrenatural enorme, capaz de inclusive tornar símbolos religiosos em pó. Dizem, entretanto, que não consegue entrar em aposentos trancados e que sal a retarda por um tempo.

Ataca exclusivamente crianças, por sua ingenuidade e pela dependência que tem dos pais. Sendo assim, graças a sua capacidade de criar ilusões, consegue facilmente chamar a atenção das mesmas, para então capturá-las. Ninguém sabe os reais objetivos de uma Hachishakusama, entretanto com sua terrível e monstruosa força é capaz de derrubar qualquer um que tente impedi-la de chegar a seus alvos.

Hachishakusama, a Mulher de Oito Pés de Altura ND 5
Espírito 7, Grande (alta), Neutra e Maligna
Iniciativa +12
Sentidos: Percepção +14, visão no escuro.
Classe de Armadura: 18, RD 10/mágica.
Pontos de Vida: 63.
Resistências: Fort +8, Ref +7, Von +9.
Deslocamento: 12 m.
Ataques Corpo-a-Corpo: toque sombrio +12 (1d6+9 mais 1d4 de Con).
Habilidades: For 22, Des 15, Con 17, Int 11, Sab 18, Car 16.
Perícias: Intuição +14, Furtividade +12.
Abra a Porta Para Mim (M): Hachishakusama não pode adentrar em aposentos trancados, mas pode utilizar-se de ilusões para atrair seus alvos. Ela pode lançar a magia Imagem Maior uma vez por dia como uma conjuradora. Um teste bem sucedido de Von contra CD 17 anula a ilusão.
Presença Aterradora: a mera visão de Hachishakusama é capaz de causar medo. Qualquer personagem que chegue a distância de 9 m dela deve fazer um teste de Vontade contra CD 16. Se falhar, ficará assustado. Um personagem bem sucedido fica imune a esta habilidade por um dia.
Tesouro: nenhum.


Kuchisake Onna – A Mulher da Boca Rasgada

É uma noite perigosa para andar sozinha, criança... Tem sorte de eu a ter encontrado. Nunca ouviu a lenda da Mulher da Boca Rasgada? Dizem que ela aborda andarilhos solitários à noite e lhes pergunta se a acham bonita e independentemente da resposta, um terrível fim aguarda. Venha, minha doce criança, pois lhe concederei abrigo. Mas antes, me responda... Eu sou bonita?

Kuchisake Onna se trata de uma bizarra entidade sobrenatural, um tipo de cadáver reanimado pelo desejo de vingança. A história de sua origem é conturbada, mas todas relatam sobre uma linda moça cuja face foi deformada na região da boca e enfurecida busca trazer o mesmo fim a quaisquer uns que encontre.

Possui a aparência de uma linda moça de casaco vermelho que esconde parte do rosto com uma máscara de hospital. Seu método de abordagem é bizarro: primeiramente, ainda com a face coberta, pergunta à vítima se a acha bonita – caso a resposta seja “não” ela será cortada ao meio pela enorme tesoura que Kuchisake Onna leva consigo, caso seja “sim” ela abaixará a máscara, mostrando sua boca deformada e repetirá a pergunta. Caso a resposta agora seja negativa, a vítima será morta, e caso seja positiva Kuchisake Onna a fará tão “bonita” quanto ela, lhe cortando a boca também.

E não adianta tentar correr, uma vez que a Moça da Boca Rasgada é extremamente veloz!

Kuchisake Onna, a Mulher da Boca Rasgada ND 8
Morto-vivo 10, Médio, Caótica e Maligna
Iniciativa +21
Sentidos: Percepção +14.
Classe de Armadura: 20.
Pontos de Vida: 70.
Resistências: Fort +5, Ref +9, Von +8.
Deslocamento: 12 m.
Ataques Corpo-a-Corpo: tesoura sinistra +11 (1d6+9, 17-20 mais Sangramento).
Habilidades: For 18, Des 19, Con -, Int 10, Sab 12, Car 18.
Perícias: Atletismo +17, Intimidação +17.
Agarrar Aprimorado: se a Kuchisake Onna acerta um ataque de tesoura, pode fazer a manobra agarrar como uma ação livre (bônus de +15). Uma criatura agarrada sofre –2 nas jogadas de ataque, fica desprevenida (–4 na CA) e não pode se mover. Ela pode se soltar com uma ação padrão, vencendo um teste de manobra oposto.
Face do Medo: quando sem a máscara, a aparência horrenda da Kuchisake Onna é capaz de perturbar até mesmo os mais corajosos. Qualquer criatura a até 18m que veja a verdadeira face da Kuchisake Onna deve fazer um teste de Vontade contra CD 19. Em caso de falha, a vítima fica apavorada por 1d4 rodadas, e então abalada por um minuto. Em caso de sucesso, fica abalada por um minuto e imune esta habilidade por um dia. Kuchisake Onna pode retirar sua máscara com uma ação livre.
Sangramento: a tesoura sinistra da Kuchisake Onna causa sangramento. Uma criatura que sofra dano dessa arma sofre 1d4 pontos de dano por rodada até o sangramento ser estancado, o que exige um teste de Cura (CD 15) ou uma magia de cura qualquer.
Sou Bonita?: uma criatura  que inicie seu turno agarrada pela Kuchisake Onna leva automaticamente dano de um ataque de tesoura sinistra, além de ter de ser bem sucedido em um teste de Reflexos contra CD 19 para não ter sua boca profundamente cortada, recebendo 1d4 pontos de dano em Carisma que exigem tratamentos médicos para serem curados. Um teste de Cura contra CD 15 recupera 1 ponto de Carisma por dia.
Tesouro: nenhum.

Curtiram as criaturas? Quais outras lendas japonesas vocês sugeririam para uma ficha? Comentem aí!



Leave a Reply

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

- Copyright © Crítico 6 - Date A Live - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -